Curso Básico de VB.NET - Parte 1

Este curso destina-se aqueles que desejam iniciar o aprendizado na linguagem VB.NET desenvolvida especialmente para a plataforma .NET. Ao acompanhar este artigo você aprenderá a criar pequenos aplicativos para desktop. Veremos aqui os conceitos básicos da linguagem VB.NET e a IDE Visual Studio, para um melhor aproveitamento do .NET Framework.

Por | @oficinadanet Programação

Introdução

Este curso destina-se aqueles que desejam iniciar o aprendizado na linguagem VB.NET desenvolvida especialmente para a plataforma .NET. Ao acompanhar este artigo você aprenderá a criar pequenos aplicativos para desktop.

Veremos aqui os conceitos básicos da linguagem VB.NET e a IDE Visual Studio, para um melhor aproveitamento do .NET Framework.

Para um melhor entendimento dos artigos que se seguem, é importante conhecimento em lógica de programação.

A linguagem

A linguagem de programação VB.NET (lê-se vê bê ponto nete) surge como uma evolução da linguagem "Visual Basic" e destina-se a aplicações utilizando o .NET Framework, utilizando os novos conceitos de Orientação a Objetos (OO).

O .NET Framework

Basicamente definido como um componente integral do Windows responsável por fornecer os serviços necessários, para construção e carregamento de aplicações para Windows e Web.

O . NET Framework utiliza o CLR (Common Language Run Time) sendo uma base para o .NET Framework, disponibilizando:
  • Interoperabilidade de linguagem;
  • Suporte de versões aprimorado;
  • Segurança aprimorada;
  • Garbage Collection.

Também utiliza o Framework Class Library (Biblioteca de Classes) e tem como agente um serviço de Run Time que gerencia o código durante a execução do aplicativo.

Definição de variáveis

Veremos aqui os tipos de variáveis mais utilizadas no desenvolvimento de softwares.

Variáveis são definidas como locais de armazenamento temporário de diferentes tipos como: números, palavras, datas e outros, que podem receber resultados de cálculos ou entrada de dados pelo usuário.

As variáveis devem receber um nome único (dentro de um escopo), para que seja usado como referência ao decorrer do desenvolvimento e deve ter um nome curto e de fácil memorização, não sendo recomendado utilizar variáveis com o mesmo nome diferenciando-as somente por maiúsculas e minúsculas.

Exemplo:
nomecliente
nomeCliente

O compilador enxerga as duas variáveis acima como sendo a mesma.

Isso pode causar confusão para o desenvolvedor, ou seja, usualmente as variáveis são escritas com a primeira letra minúscula e se tiver mais de uma palavra a segunda palavra com a primeira letra maiúscula.

Exemplo:
nomeCliente
sobrenomeCliente
idadeCliente

Outra prática muito utilizada hoje pelas empresas para um melhor entendimento das variáveis e também para facilitar a manutenção do seu código é no início de cada variável inserir letras minúsculas indicando o tipo da variável que você declarou no inicio do código.

Exemplo:
strNomeCliente (variável do tipo String)
intIdadeCliente (variável do tipo Integer)

Veja abaixo as variáveis mais utilizadas no desenvolvimento de softwares em VB.NET:

Descrição dos tipos de dados:
  • Integer = Números inteiros (32 bits por padrão)
  • Long = Números inteiros (64 bits por padrão)
  • Double = Números de ponto flutuante (63 bits por padrão)
  • Decimal = Valores monetários (128 bits por padrão)
  • String = Para seqüências de caracteres (16 bits por caractere)
  • Char = Para somente um caractere (16 bits)
  • Boolean = Valor booleano que pode ser (true) ou (false)

Para atribuição de valores as variáveis citadas acima você deve utilizar o sinal de (=) que se trata de um operador lógico que veremos nas próximas aulas.

Exemplos de uso das variáveis:
Dim intIdade As Integer = 10
Dim booFumante As Boolean = False
Dim decPagamento As Decimal = 1000
Dim dblComissão As Double = 1.27
Dim chrSexo As Char = M
Dim strNome As String = "Einstein"
  

Conclusão


Este é o primeiro de uma série de artigos para iniciantes da linguagem VB.NET deixando aberto a idéias e dúvidas através do e-mail: carlos.andrade@fcamara.com.br.

No próximo artigo iremos aprender sobre operadores lógicos e sua utilização.

Carlos Eduardo de Andrade, MCTS Web Applications e desenvolvedor a mais de 10 anos, sócio-consultor da F|Camara, estuda além da evolução técnica, também a evolução humana.Já trabalhou em muitos projetos e hoje atua como consultor e gerente de projetos.

Mais sobre: .NET VB.NET C#
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo