A ITU (International Telecommunications Union) já estabeleceu as especificações para as tecnologias que virão depois da 3G?

Não. Porém o mundo está em constante evolução. Como prova, podemos citar todo o blá-blá-blá em torno de algumas tecnologias que se mostram capazes de dar continuidade às surpresas. Além do WiMAX móvel, chamado de 4G por alguns especialistas e largamente discutido aqui na VsF, temos o LTE (Long Term Evolution).

O LTE é um projeto comandado pelo 3GPP (órgão também responsável pelas especificações do GSM e 3G) que promete melhorar o padrão UMTS (Universal Mobile Telecommunication System). Suas especificações foram aprovadas em janeiro de 2008 e devem fazer parte do Release 8. Entre as diversas características do LTE, podemos citar:

    • uso da tecnologia OFDMA (Orthogonal Frequency Division Multiple Access) no downlink (ERB para o celular) e SC-FDMA (Single Carrier Frequency Division Multiple Access) no uplink (celular para ERB);
    • velocidade no downlink de 100 Mbps e 50 Mbps no uplink, ambos com uma largura de banda de 20 MHz;
    • operações nos modos FDD (Frequency Division Duplex) e TDD (Time Division Duplex);
    • uso de antenas MIMO (Multiple-input multiple-output);
    • handoff automático para outros padrões compatíveis.

Abaixo uma imagem com as principais características do LTE em relação ao WiMAX, ambas candidatas a 4G:

Para finalizar, resta-nos informar que muitas empresas fora do Brasil já se manifestaram pela adoção do LTE em suas próximas gerações de celulares. Vamos esperar…

Fonte: Viva sem fio