Curso Básico de C# - Parte 1

Introdução ao C# e ao Framework.Net. Este curso destina-se aqueles que desejam iniciar o aprendizado na linguagem C# desenvolvida especialmente para a plataforma .NET. Ao acompanhar este artigo você aprenderá a criar pequenos aplicativos para desktop. Veremos aqui os conceitos básicos da linguagem C# e a IDE Visual Studio, para um melhor aproveitamento do .NET Framework. Para um melhor entendimento dos artigos que se seguem, é importante conhecimento em lógica de programação.

Por | @oficinadanet Programação
<h3 class="interno">Introdu&ccedil;&atilde;o</h3> <p>Este curso destina-se aqueles que desejam iniciar o aprendizado na linguagem C# desenvolvida especialmente para a plataforma .NET. Ao acompanhar este artigo voc&ecirc; aprender&aacute; a criar pequenos aplicativos para desktop. Veremos aqui os conceitos b&aacute;sicos da linguagem C# e a IDE Visual Studio, para um melhor aproveitamento do .NET Framework. Para um melhor entendimento dos artigos que se seguem, &eacute; importante conhecimento em l&oacute;gica de programa&ccedil;&atilde;o.<br /></p> <h3 class="interno">A linguagem</h3> <p>A linguagem de programa&ccedil;&atilde;o C# (l&ecirc;-se C Sharp) surge como uma evolu&ccedil;&atilde;o da linguagem "C" e destina-se a aplica&ccedil;&otilde;es utilizando o .NET Framework, utilizando os novos conceitos de Orienta&ccedil;&atilde;o a Objetos (OO).<br /></p> <h3 class="interno">O .NET Framework</h3> <p>Basicamente definido como um componente integral do Windows respons&aacute;vel por fornecer os servi&ccedil;os necess&aacute;rios, para constru&ccedil;&atilde;o e carregamento de aplica&ccedil;&otilde;es para Windows e Web.<br /> <br /> O . NET Framework utiliza o CLR (Common Language Run Time) sendo uma base para o .NET Framework, disponibilizando:</p> <ul> <li>Interoperabilidade de linguagem;</li> </ul> <ul> <li>Suporte de vers&otilde;es aprimorado;</li> </ul> <ul> <li>Seguran&ccedil;a aprimorada;</li> </ul> <ul> <li>Garbage Colection.</li> </ul> <p><br /> <br /> Tamb&eacute;m utiliza o Framework Class Library (Biblioteca de Classes) e tem como agente um servi&ccedil;o de Run Time que gerencia o c&oacute;digo durante a execu&ccedil;&atilde;o do aplicativo.<br /></p> <h3 class="interno">Defini&ccedil;&atilde;o de vari&aacute;veis</h3> <p>Veremos aqui os tipos de vari&aacute;veis mais utilizadas no desenvolvimento de softwares. Vari&aacute;veis s&atilde;o definidas como locais de armazenamento tempor&aacute;rio de diferentes tipos como: n&uacute;meros, palavras, datas e outros, que podem receber resultados de c&aacute;lculos ou entrada de dados pelo usu&aacute;rio.<br /> <br /> As vari&aacute;veis devem receber um nome &uacute;nico (dentro de um escopo), para que seja usado como refer&ecirc;ncia ao decorrer do desenvolvimento e deve ter um nome curto e de f&aacute;cil memoriza&ccedil;&atilde;o, n&atilde;o sendo recomendado utilizar vari&aacute;veis com o mesmo nome diferenciando-as somente por mai&uacute;sculas e min&uacute;sculas. <br /> <br /> <strong>Exemplo: </strong></p> <pre><code>nomecliente<br /> nomeCliente</code></pre> <p><br /> &nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br /> Isso pode causar confus&atilde;o para o desenvolvedor, ou seja, usualmente as vari&aacute;veis s&atilde;o escritas com a primeira letra min&uacute;scula e se tiver mais de uma palavra a segunda palavra com a primeira letra mai&uacute;scula. <br /> <br /> <strong>Exemplo: </strong></p> <pre><code>nomeCliente<br /> sobrenomeCliente<br /> idadeCliente</code></pre> <p><br /> &nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br /> Outra pr&aacute;tica muito utilizada hoje pelas empresas para um melhor entendimento das vari&aacute;veis e tamb&eacute;m para facilitar a manuten&ccedil;&atilde;o do seu c&oacute;digo &eacute; no in&iacute;cio de cada vari&aacute;vel inserir letras min&uacute;sculas indicando o tipo da vari&aacute;vel que voc&ecirc; declarou no inicio do c&oacute;digo.<br /> <br /> <strong>Exemplo: </strong></p> <pre><code>strNomeCliente (variável do tipo string)<br /> intIdadeCliente (variável do tipo int)</code></pre> <p><br /> &nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br /> Veja abaixo as vari&aacute;veis mais utilizadas no desenvolvimento de softwares em C#:<br /> <br /> <strong>Descri&ccedil;&atilde;o dos tipos de dados:</strong><br /> int = N&uacute;meros inteiros (32 bits por padr&atilde;o)<br /> long = N&uacute;meros inteiros (64 bits por padr&atilde;o)<br /> float = N&uacute;meros de ponto flutuante (32 bits por padr&atilde;o)<br /> double = N&uacute;meros de ponto flutuante (63 bits por padr&atilde;o)<br /> decimal = Valores monet&aacute;rios (128 bits por padr&atilde;o)<br /> string = Para seq&uuml;&ecirc;ncias de caracteres (16 bits por caractere)<br /> char = Para somente um caractere (16 bits)<br /> bool = Valor booleano que pode ser (true) ou (false)<br /> <br /> Para atribui&ccedil;&atilde;o de valores as vari&aacute;veis citadas acima voc&ecirc; deve utilizar o sinal de (=) que se trata de um operador l&oacute;gico que veremos nas pr&oacute;ximas aulas.<br /> <br /> <strong>Exemplos de uso das vari&aacute;veis:</strong></p> <pre><code>int intIdade = 10;<br /> bool booFumante = false; <br /> decimal decPagamento = 1000;<br /> double dblComissão = 1.27;<br /> char chrSexo = M;<br /> string strNome = "Einstein";</code></pre> <p><br /> &nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br /> Ao t&eacute;rmino da declara&ccedil;&atilde;o de cada vari&aacute;vel deve-se usar (;) para que o Visual Studio entenda que ali se encerra a declara&ccedil;&atilde;o da vari&aacute;vel.<br /></p> <h3 class="interno">Conclus&atilde;o</h3> <p>Este &eacute; o primeiro de uma s&eacute;rie de artigos para iniciantes da linguagem C# deixando aberto a id&eacute;ias e d&uacute;vidas atrav&eacute;s do e-mail: carlos.andrade@fcamara.com.br.<br /> No pr&oacute;ximo artigo iremos aprender sobre operadores l&oacute;gicos e sua utiliza&ccedil;&atilde;o.<br /> <br /> Carlos Eduardo de Andrade, MCTS Web Applications e s&oacute;cio-coordenador da F|Camara, estuda al&eacute;m da evolu&ccedil;&atilde;o t&eacute;cnica, tamb&eacute;m a evolu&ccedil;&atilde;o humana.J&aacute; trabalhou em muitos projetos e hoje atua como consultor e gerente de projetos.</p>

Mais sobre: C# curso C# especial_csharp
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo