Acessando/Manipulando o Registro do Windows

Nesta matéria veremos um método simples e bem útil para utilizar o registro do Sistema Operacional (Windows 9x/XP).

Por | @oficinadanet Programação
  
   Os sistemas desenvolvidos cada vez mais precisam de informações de configuração e opções (como senhas, posições de impressão e coisas do tipo)  e você precisa gravar estas informações em algum lugar.
   O Delphi possibilita armazenar estas informações em Arquivos .INI (lembra deles...do Windows 3.x) através do Objeto TInifile.. Mas a não ser q você esteja utilizando esta versão do Windows (coisa q eu acho difícil..rsrsrs), a melhor alternativa é utilizar o registro do Sistema, que já está disponível a partir da versão Windows 95.
  Se você não sabe do que eu estou falando, não se desespere. Antes de começar a utilizar estas informações vá até Iniciar-Executar e digite Regedit. O editor do registro do sistema será exibido e você poderá ter uma idéia de como ele funciona. O programa separa as opções de registro em "pastas", conhecidas aqui como "chaves". Essas chaves contém dados, chamados de "valores". Esses valores possuem um nome, um tipo e um valor específico.
  O Delphi encapsula o registro através do objeto TRegistry. É através dele que você irá acessar os dados do Registro. Para você entender melhor como funciona o objeto, vamos explicar primeiro como funciona o Registro do Windows:

  As principais chaves "raízes" são: HKEY_LOCAL_MACHINE e HKEY_CURRENT_USER. Todas as informações sobre os programas ficam nessas chaves (as outras normalmente possuem informações sobre o Windows).
  O InstallShield, por exemplo, instala as informações sobre o nome de usuário e empresa do seu programa em HKEY_LOCAL_MACHINESOFTWARENome da Sua EmpresaNome Do ProgramaVersão, com os valores Company e Name (Empresa e Nome do Usuário).
  Os programas, por sua vez, usam a chave HKEY_CURRENT_USERSoftware para armazenar informações de seus programas. E é nessa chave que você deve inserir sua sub-chave e colocar lá as informações necessárias.
  Um pequeno exemplo de como utilizar o registro do Windows. Suponhamos que o programa necessite gravar a posição da janela, o seu tamanho e o diretório inicial dos diálogos Abrir e Salvar.
  Após a criação do objeto, devemos informar qual chave devemos utilizar, utilizando o método OpenKey (Chave, PodeCriar); onde Chave é o nome da sub-chave e PodeCriar é um valor booleano que permite (ou não) criar a chave caso a mesma não exista.

Bom, agora vamos logo ao que interessa. A gravação/Leitura no Registro.
Este exemplo ilustra como gravar dados no Registro.

Primeiramente devemos declarar a Unit Registry na clausula Uses de sua aplicação.

procedure frmMain.GravarRegistro;
const
  Raiz : String = 'SoftwarePrograma';
var
  Registro : TRegistry;
begin
  // Chama o construtor do objeto
  Registro := TRegistry.Create;
  { Abre a chave (se o 2°. Parâmetro for True, ele cria a chave caso ela ainda não exista. }
  Registro.OpenKey (Raiz, True);
  // Grava as informações do form
  Registro.WriteInteger ('Largura', Width);
  Registro.WriteInteger ('Altura', Height);
  Registro.WriteInteger ('Esquerda', Left);
  Registro.WriteInteger ('Topo', Top);
  // Grava as informações das caixas Abrir e Salvar.
  Registro.WriteString ('Abrir Inicial', OpenDialog1.InitialDir);
  Registro.WriteString('Salvar Inicial', SaveDialog1.InitialDir);
  // Fecha a chave e o objeto
  Registro.CloseKey;
  Registro.Free;
end;

  Após a criação do objeto, deve-se escolher uma chave para armazenas os valores. No caso, "SoftwarePrograma", cuja chave raiz é HKEY_CURRENT_USER. Note que é para se separar as chaves das sub-chaves utiliza-se o caracter "", tal como nos diretórios do DOS.
  Os métodos WriteInteger e WriteString são utilizados para gravar valores inteiros e caracteres, respectivamente. A sintaxe básica é:
  
  Registro.WriteString (NomeDoValor, Conteúdo);

  onde NomeDoValor é o nome que você vai dar ao valor dentro da chave, e Conteúdo é o conteúdo desse valor.

Para escrever dados de outros tipos, utilize as funções:

  WriteBool (NomeDoValor, Conteúdo); // Dados tipo Boolean
  WriteBinaryData (NomeDoValor, Conteúdo); // Valor Binário
  WriteCurrency (NomeDoValor, Conteúdo); // Dados tipo Currency
  WriteDate (NomeDoValor, Conteúdo); // Dados tipo TDate  
  WriteDateTime (NomeDoValor, Conteúdo); // Dados tipo TDateTime  
  WriteFloat (NomeDoValor, Conteúdo); // Dados tipo Float (Real)
  WriteInteger (NomeDoValor, Conteúdo); // Dados tipo Integer
  WriteString (NomeDoValor, Conteúdo); // Dados tipo String
  WriteTime (NomeDoValor, Conteúdo); // Dados tipo TTime

Este exemplo mostra como podemos ler dados do registro do Windows utilizando o Delphi.

procedure frmMain.LerRegistro;
const
  Raiz : String = ‘SoftwarePrograma';
var
  Registro : TRegistry;
begin
  // Chama o construtor do objeto
  Registro := TRegistry.Create;
  with Registro do
  begin
    // Somente abre se a chave existir
    if OpenKey (Raiz, False) then
       // Envia as informações ao form, vendo se os valores existem, primeiramente...
       if ValueExists ('Largura') then
           Width := ReadInteger ('Largura');
       if ValueExists ('Altura') then
           Height := ReadInteger ('Altura');
       if ValueExists ('Esquerda') then
           Left := ReadInteger ('Esquerda');
       if ValueExists ('Topo') then
           Top := ReadInteger ('Topo');
       // Envia as informações para as caixas Abrir e Salvar.
       OpenDialog1.InitialDir := ReadString ('Abrir Inicial');
       SaveDialog1.InitialDir := ReadString ('Salvar Inicial');
       // Fecha a chave e o objeto
       Registro.CloseKey;
       Registro.Free;
  end;
End;

  Sempre use CloseKey quando não for precisar do Registro. Isso permite que as opções sejam gravadas permanentemente, evitando que qualquer problema que o computador tenha afete seu programa.
  Os métodos ReadInteger e ReadString funcionam praticamente da mesma maneira que seus correspondentes de escrita. A diferença é que ao invés de passar o valor Conteúdo, eles retornam o valor armazenado. Os correspondentes dos outros tipos são:

ReadBool (NomeDoValor)     // Valor booleano
ReadBinaryData ( NomeDoValor ; var Buffer ; TamBuffer : Integer) // Valor Inteiro
ReadCurrency (NomeDoValor) // Valor Currency
ReadDate (NomeDoValor)     // Valor Date
ReadDateTime (NomeDoValor) // Valor DateTime;
ReadFloat (NomeDoValor)    // Valor Float(Real)
ReadInteger (NomeDoValor)  // Valor Inteiro
ReadString (NomeDoValor)   // Valor String;
ReadTime (NomeDoValor)     // Valor DateTime
  

É isso aí pessoal....
Qualquer dúvida, entrem em contato.
e-mail: markuvinicius@uol.com.br
msn   : pontoclick@hotmail.com

Até a próxima.
Marku Vinícius










Mais sobre:
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo