CADASTRE-SE

6 Categoria: Notícias » Mídias Sociais

Redes sociais prejudicam vida sexual dos usuários, afirma pesquisa

Por Redação
Data:

De acordo com uma pesquisa do site “Broadbandchoices”, um número bastante expressivos de adultos, ao irem para cama, levam consigo também seus smartphones e tablets, resultado disso não poderia ser outro: diminuição das horas diárias de sono e também da frequência sexual.

De acordo com uma pesquisa do site “Broadbandchoices”, um número bastante expressivos de adultos, ao irem para cama, levam consigo também seus smartphones e tablets, resultado disso não poderia ser outro: diminuição das horas diárias de sono e também da frequência sexual.

Conforme o resultada da pesquisa, atualmente as pessoas dorme entre uma hora e uma hora a meia de sono a menos do que há uma década atrás. Os vilões do sono são conhecidos de todos, ou seja, o Facebook, o Twitter e outras redes sociais disponíveis por aí.  Enquanto a pessoas da Grã-Bretanha costumavam dormir por volta das 22h30, atualmente, 46% delas adormecem somente após à meia-noite.

Aparentemente uma horinha a menos de sono por dia não parece prejudicar em nada, porém, se somado, o resultado é assustador. Por semana uma pessoa deixa de dormir sete horas e meia em média; em um ano essa soma vai para 360 horas. Assim, em uma no são 15 dias que uma pessoa deixa de dormir para ficar na frente de uma rede social.

Em decorrência de tudo isso a vida sexual dos casais também está sofrendo. Eles acabam não mais se relacionando porque um dos parceiros (ou ambos) está conectado a uma rede social ou mesmo entretido em outro site disponível na web.

Leia a seguir: Qual o melhor horário para compartilhar informações nas redes sociais?


Recomendados para você



Comentários:

TOPO