CADASTRE-SE

5 Categoria: Artigos » Windows

Principais diferenças entre o Windows 7 e o Windows 8

Por Alex Schuncke | G Plus
Data:

O que será que o Windows 8 nos oferece de diferente do Windows 7? Veja o que há de novo no Windows8. Cada novo sistema operacional lançado trás novidades, algumas boas e outras nem tanto.

Com o preço de R$ 269,00, o Windows 8 está aí e muita gente quer saber as novidades da nova versão do sistema operacional da Microsoft. O que mais intriga os usuários é: o que ele traz de diferente em relação a seu antecessor? Vale a pena?

A principal mudança é em relação ao foco do novo sistema, que é funcionar tanto em computadores desktop quanto em tablets, embora exista certa compatibilidade e outras similaridades com o Windows 7. Nesse “tour”, vamos comparar algumas das principais diferenças do Windows 7 para o Windows 8 e citar suas características:

TELA INICIAL

Nesse quesito o Windows 7 é bem mais direto, exibindo de vez a opção para se logar no computador. No Windows 8 isso muda um pouco. Quando você liga o computador, a tela de boas vindas consiste em um papel de parede, um relógio que mostra a hora, a data e um ícone de rede. Para logar no computador, basta clicar em qualquer lugar da tela e você poderá digitar os dados para acessar o sistema.

INTERFACE METRO

Quando o usuário entra no sistema, dá de cara com a principal mudança entre as duas versões e a principal novidade do Windows 8: a interface Metro. Como interface padrão, a primeira coisa que o usuário deve fazer é se acostumar com ela, o que oferece uma experiência muito diferente da qual o usuário de Windows 7 está acostumado, e pode afetar o desempenho no início. Porém, conta a seu favor a possibilidade de também ser usada em um tablet ou qualquer outro aparelho com touch screen.

Com essa grande novidade, a Microsoft aposta alto e depende agora dos usuários para saber qual rumo vai tomar: o rumo do desastre devido a rejeição das pessoas por estarem acostumadas com a interface do Windows 7 ou o rumo do sucesso, levando a companhia a dominar o mercado de sistemas operacionais muito além do desktop graças a diversidade de aparelhos em que pode ser usada.

GERENCIADOR DE TAREFAS

O Gerencias de tarefas está mais simples. Ele apresenta uma lista dos programas que estão sendo executados, e para encerrar algum é só clicar no botão de encerrar tarefa. Clicando no botão de “mais detalhes” você tem acesso a uma lista de aplicações e processos que estão em segundo plano, juntamente com um mapa de calor do CPU e da memória.

TRANSFERIR / COPIAR / MOVER ARQUIVOS

O sistema de cópia / transferência de arquivos foi bem melhorado. Quando você efetuar diversos processos desse tipo, todos ficarão em uma mesma janela. Uma grande novidade é a possibilidade de pausar uma transferência. Isso mesmo! Você pode parar uma transferência no meio do processo e continuar mais tarde. Isso pode ser útil quando precisar de mais recursos do seu computador. Clicando em “Mais detalhes”, você observa um relatório que informa a velocidade da transferência e a quantidade de dados na transferência.

DESKTOP

Felizmente (para os usuários que preferem a interface do Windows 7), o desktop não foi totalmente deixado de lado pela Microsoft. Apesar de não ser  exatamente como o desktop do original, ele está disponível em um dos botões da interface Metro, chamado de “Área de trabalho”.

MENU INICIAR

Apesar do ambiente desktop estar presente (mesmo que de forma parcial), o mesmo não se pode falar do menu iniciar com o qual estamos acostumados. O Windows 8 oferece apenas um menu simples, que lhe permite acessar facilmente alguns dos recursos do sistema, como o Gerenciador de tarefas, o Prompt de comando e o Gerenciador de dispositivos. Ele é chamado com o atalho Windows + X, podendo ser usado tanto na área de trabalho como na interface Metro.

PAINEL DE CONTROLE

Acessando o Painel de Controle tanto do desktop quanto na Metro (que vai acabar redirecionando para o desktop), você vai ver que a Microsoft não alterou quase nada desse espaço. As categorias e a essência do Painel continuam a mesma.

PESQUISA

Pode ser acessada também pela interface Metro ou pelo desktop. Para acessar por essa segunda opção, basta escolher a opção “Pesquisar” no menu iniciar ou apertar o atalho Windows + F. Você vai acessar a opção de pesquisa da mesma maneira que era feita no Windows 7, exceto pelo atalho, que chama a outra interface. A Metro é mais direta, tendo só uma caixa para digitar o termo que você quer pesquisar e as áreas do sistema que quer procurar.

EXPLORER

O Windows 8 mantém o mesmo Explorer de seu antecessor. Mesmo executando ele na interface Metro, ele só aparece no desktop. Ele é automaticamente iniciado na pasta Applications, um novo local que compensa a falta do menu iniciar.

TECLAS

A combinação de teclas continua a mesma. O atalho Windows + F só chama a pesquisa da interface Metro, mesmo que você esteja usando o desktop. E Windows + E faz o contrário: chama o Explorer do ambiente desktop, independente da interface que você está utilizando.

OUTRAS DIFERENÇAS

Existem algumas outras diferenças que mostram que a Microsoft investiu pesado no Windows 8 e quer fazer dele um sucesso. O sistema traz um antivírus integrado e gerencia os processos que estão em execução. Caso algum deles esteja inativo a muito tempo, o Windows irá salvar o seu progresso e encerrá-lo, de modo a melhorar a distribuição de recursos.

Por fim, podemos citar que a inicialização do Windows 8 está realmente mais rápida que a de seu antecessor. Preciosos segundos são economizados e dão ao usuário a oportunidade de retomar o seu trabalho mais rapidamente.

» Esconder Guia do Windows 8

Instalação

Adaptação

Dicas

Configurações

Avançado


Leia a seguir: É melhor desligar, hibernar ou suspender meu computador?



Recomendados para você
Ainda restam dúvidas? Pergunte aqui em nosso fórum
Mais de Windows



Comentários:

TOPO