CADASTRE-SE

O que é Snapchat?

O Snapchat é um app de conversas instantâneas, onde os usuários podem tirar fotos, gravar vídeos, textos e imagens. Os Snaps enviados são removidos do aparelho móvel depois que a pessoa o vê.

Felipe Paranhos

Já se arrependeu de ter postado ou enviado alguma imagem, vídeo ou mensagem para certa pessoa? Gostaria que estas postagens fossem excluídas após certo tempo? Se você procura algum app que disponibilize estas funções e praticidades, você precisa de Snapchat!

O Snapchat é um app de conversas instantâneas, similar ao Whatsapp, no qual os usuários podem tirar fotos, gravar vídeos e adicionar textos e desenhos à imagem, além de escolher o tempo que a imagem ficará ativa e mandá-la para qualquer um de sua lista de amigos. O tempo de cada snap é de 1 a 10 segundos, e após aberto, a imagem ou vídeo somente poderá ser vista por quem as recebe pelo tempo pré-determinado. Após o tempo limite, a imagem é excluída do dispositivo e também dos servidores.

O app foi fundado nos Estados Unidos por Evan Spiegel e Bobby Murphy e hoje com dois membros a mais, o Snapchat contou com um aporte de US$ 14 milhões no fundo venture capital Lightspeed e, recentemente, levantou US$ 60 milhões de investimentos, atingindo a uma valorização de US$ 800 milhões. Atualmente o app é, de longe, a maneira mais fácil e ágil de compartilhar imagens por aparelhos móveis. Contando com mais de 150 milhões de imagens compartilhadas e 200 milhões de mensagens trocadas por dia, ultrapassa o Instagram na quantidade de fotos compartilhadas, algo impressionante para um aplicativo com apenas dois anos de lançamento. Disponível nas plataformas iOS e Android, é possível realizar o download do app através de seu site.

Podendo ser possível tornar os perfis públicos, isto é, compartilhar tudo para que todos vejam, a maioria dos usuários utiliza o app de modo privado. Provavelmente pode ter sido este o principal motivo responsável pela sua popularização: capacidade de compartilhar coisas com tempo de vida curtíssimo, evitando deixar rastros. E, caso o destinatário por ventura venha a fazer uma captura de tela, o remetente é informado.

Suas funcionalidades são perfeitas, porém bastante limitadas. Caso você já faça ou fez uso do Instagram, se sentirá familiarizado com o sistema de envio de conteúdo: basta capturar uma imagem com sua câmera e compartilhar. A diferença consiste no fato de que a imagem é enviada somente para determinados amigos. Também é possível escrever uma legenda e desenhar sobre a imagem, nada que seja realmente revolucionário, mas que acrescenta possibilidades.

Apesar de ser utilizado inicialmente para compartilhamento e transmissão de imagens de cunho sexual, o Snapchat foi popularizado, se disseminando entre os usuários do mundo todo. Indícios afirmam que grande parte dos jovens (usuários de Facebook e Twitter, por exemplo) estão migrando destas redes sociais para o Snapchat, em busca de novidades e plataformas mais restritas e privadas. Estas, juntamente com o estipulação do tempo limite de exibição das postagens, tornou-se o seu grande diferencial.

O Facebook, como já era de se esperar, realizou uma proposta de compra à Snapchat, algo em torno de US$ 3 bilhões; repetindo a façanha que fez com o Instagram passasse ao seu poder, quando este possuía apenas um ano de funcionamento. Porém, sabe-se que o presidente-executivo do Snapchat, Evan Spiegel, recusou a proposta.

Contudo, ainda está cedo para afirmar se o Snapchat irá se firmar entre as grandes redes sociais, como o próprio Facebook, Twitter e Linkedln, ou se vai acabar caindo em esquecimento após o pico de popularidade que se encontra atualmente. Devido ao fato de dispor de um serviço inédito, não encontrado nas demais redes, poderá possibilitar a sua permanecia no mercado por um bom tempo.

E você, usa o Snapchat?

Leia a seguir: Como usar o celular como modem?


Relacionados:

Comente:

TOPO