CADASTRE-SE

Windows 8 é bom para jogos?

113 1 comentário(s) Eduardo Barbian (@eduardobarbian)

O novo sistema operacional da microsoft trouxe diversas inovações, mas como anda seu desempenho se tratando de jogos? Vale a pena partir para o Windows 8, ou seu antecessor ainda oferece mais vantagens para quem é gamemaníaco?

Com o lançamento do Windows 8, a Microsoft trouxe diversos recursos inovadores com o novo sistema operacional, como por exemplo o suporte otimizado para dispositivos com tela sensível ao toque, além de aposentar o bom e velho botão iniciar, fato que causou uma grande controvérsia por parte dos utilizadores assíduos do Windows. Tudo isso em prol da nova interface Modern (ou Metro, coma era chamada inicialmente), que traz um novo conceito em organização de aplicativos e programas.

Mas o que essas novidades representam a nível de performance em jogos?

Muito se especulou antes do lançamento oficial do sistema se haveria uma melhora no desempenho de aplicações e jogos em geral, porém acabou se mostrando muito abaixo do esperado, pelo menos durante a fase beta, perdendo em produtividade na grande maioria dos casos para as mesmas aplicações executadas em seu antecessor, o Windows 7.

Quando a versão final do Windows 8 saiu, muitos usuários ficaram preocupados se o sistema manteria a compatibilidade com os programas, como ocorria nas versões anteriores, depois de tantas modificações.

Gabe Newell, da Valve, desencadeou uma polêmica ao dizer que o novo sistema da Microsoft era uma “catástrofe para todas as áreas de PC”. A Blizzard (StarCraft, Warcraft, Diablo) e a Mojang (Minecraft), concordaram com Newell. A convicção do pessoal da Valve que o próximo Windows seria um desastre era tão grande que eles estão investindo como nunca na portabilidade de jogos para o Linux e MacOS, o que ficou evidente após o lançamento do Steam para Linux.

Após tal acontecimento, muitas pessoas se mostraram duvidosas quanto à migração para o novo sistema da Microsoft, mas é necessário ressaltar que tais afirmações não estão relacionadas à área de desempenho de softwares na maior parte, mas sim principalmente à interface Modern, que segundo Newell “costumava ser simples, agora é mais complicado e difícil”.

O Windows 8 não é ruim para jogos

Com relação à jogos, o Windows 8 pouco se difere do 7, pois diversas comparações foram feitas entre os dois sistemas, e o ganho ou perda se mostrou praticamente irrisório com a versão final do sistema. A novidade fica por conta do DirectX 11.1, disponível no 8.

O site Tom’s Hardware realizou um teste entre o Windows 8 e 7, no qual compara o desempenho em jogos entre os dois sistemas. A equipe utilizou duas placas gráficas, uma AMD 7850 e Nvidia GTX 660, para realizar os testes. Na ocasião foram utilizados os drivers mais recentes compatíveis com sistema.

Como é possível ver na comparação, a diferença de desempenho é quase nula entre as duas versões do sistema operacional, sendo que em alguns casos o Windows 7 leva vantagem, e em outros, o 8.

Vale ressaltar que o jogo Sleeping Dogs não funcionou corretamente no Windows 8 com as duas placas testadas, pois muitas das texturas e artes in-game simplesmente desapareceram, ficando impossível jogar. Essa situação pode ocasionalmente ocorrer com outros títulos, mas o problema já deve ter sido resolvido com os novos drivers e patch para o jogo.

Você pode conferir o teste completo no site do Tom’s Hardware.

Uma dica é que o usuário deve se lembrar que, após executar um jogo, a interface fica para trás. Se não quiser utilizar o novo “iniciar”, basta colocar seus atalhos na área de trabalho e pronto, nada de mosaicos dificultando sua vida.

Para quem é obcecado pelo desempenho máximo, em que um fps a mais faz toda a diferença, vale destacar que o Windows 8 possui um melhor gerenciamento de hardware, o que gera uma vantagem na maioria dos jogos e funções básicas, como ligar ou desligar o computador mais rapidamente.

O Windows 8 ainda é muito novo, e com as atualizações recentemente anunciadas, muito deve-se acrescentar ao desempenho, mostrando que é sim uma boa opção para jogos.

Se você ainda não tem certeza se deve fazer a transição para o Windows 8, continue com o 7, e você não estará perdendo muita coisa, aliás no momento estará ganhando em compatibilidade e estabilidade. Mas caso deseje fazer o upgrade, lembre-se de manter o sistema e os drivers atualizados.

» Esconder Guia do Windows 8

Instalação

Adaptação

Dicas

Configurações

Avançado




Recomendamos:
 
Comentários:



TOPO