Valor do Instagram caiu pela metade quando foi comprado pelo Facebook

27 Comente abaixo Redação (@oficinadanet)

Na semana passada Mark Zuckerberg adquiriu o Instagram, famoso aplicativo para fotos, pelo valor de US$ 1 bilhão. De acordo com uma reportagem veiculada nesta quarta-feira pelo jornal ?The Wall Street Journal?, o valor pedido pelo antigo CEO da Instagram, Kevin Systrom, era de US$ 2 bilhões na ocasião.

Na semana passada Mark Zuckerberg adquiriu o Instagram, famoso aplicativo para fotos, pelo valor de US$ 1 bilhão. De acordo com uma reportagem veiculada nesta quarta-feira pelo jornal “The Wall Street Journal”, o valor pedido pelo antigo CEO da Instagram, Kevin Systrom, era de US$ 2 bilhões na ocasião.

O jornal disse ainda que Zuckerberg reuniu apenas um dia antes o seu conselho de administração para comentar as negociações, que nessa altura, já estavam praticamente concluídas.

A compra do Instagram pelo Facebook foi anunciada no dia 8 de abril por Zuckerberg.O CEO da rede social, logo anunciou que a compra do aplicativo não havia nenhum tipo de ligação com a sua rede social. O objetivo era apenas de melhorar o Instagram e fazer com que evoluísse.

“É importante dizer que o Instagram não vai mudar. Nós vamos trabalhar com o Facebook para evoluir o Instagram e construir a rede. Nós vamos continuar a adicionar novas funções ao produtor e encontrar novas maneiras de criar uma experiência melhor com fotos", afirmou na data o CEO do Instagram, Kevin Systrom, em postagem no blog da companhia.

Recomendamos para você
 

Comentários
Compartilhe com seus amigos:
Novidades
tópicos relacionados
Compartilhe com seus amigos:
últimos reviews
  • 8,1
    Review Zenfone 5
    Tela de 5 polegadas, câmera de foto e vídeo superiores aos concorrentes, boa usabilidade e preço baixo. A Asus acertou n...
  • 6,4
    Review Nokia Lumia 635
    Testamos hoje o Smartphone Nokia Lumia 635. Confira abaixo o que achamos.
  • 8,1
    Review Samsung Galaxy S5
    O smarphone primogênito da família Galaxy é a evolução de seus descendentes, evolução porque não há grandes novidades, m...



TOPO