CADASTRE-SE

Quanto vale o trabalho em mídias digitais?

Conforme o Manual de preços e Serviços Digitais da APADi (Associação Paulista das Agências Digitais), as atividades foram divididas, partindo da análise de presença e planejamento até a gestão de presença. Esta listagem irá beneficiar todos os profissionais da área, incluindo jornalistas...

Rafaela Pozzebon (@RafaelaPozzebon)

Conforme o Manual de preços e Serviços Digitais da APADi (Associação Paulista das Agências Digitais), as atividades foram divididas, partindo da análise de presença e planejamento até a gestão de presença. Esta listagem irá beneficiar todos os profissionais da área, incluindo jornalistas, relações públicas, publicitários, produtores culturais e tantos outros que desenvolvem este trabalho.

A seguir, a listagem:

1. Análise de Presença (Diagnóstico)

R$ 7000,00. Onde e como sua empresa e concorrentes estão posicionados nas redes sociais? Quais os atributos da sua marca segundo blogs, microblogs, comunidades e grupos de discussão? Quais os principais interesses do seu público alvo nas redes sociais? Quais são as oportunidades de diálogo para que sua empresa amplie a presença ou se reposicione no mercado?

Confira nosso curso: Introdução ao Marketing em Mídias Sociais

2. Planejamento

R$ 8.000,00. Canais, tipos de conteúdo, dinâmicas de relacionamento e ações criativas

3. Personalização dos canais

  • wireframe + layout R$ 5.000,00
  • layout R$ 2.000,00

4. Desenvolvimento

Algumas ferramentas permitem personalização em três níveis. Em um blog, tumblr ou rede Ning, é possível reposicionar os elementos (wireframe), personalizar o visual (layout) e criar objetos personalizados, como widgets, games e mashups (desenvolvimento). Outras ferramentas, como Twitter, Formspring e YouTube, permitem apenas personalizar o layout.

  • Curadoria de conteúdo – R$ 1.500,00 mensais. Selecionar conteúdo para publicação em outros canais, como blog, Twitter e Tumblr. Varia em função de volume (quantidade de conteúdo publicado) e expertise do analista.
  • Produção de conteúdo não-especializado – R$ 2.500,00 mensais (dois posts por semana). 1.500 a 3.000 caracteres.
  • Produção de conteúdo especializado – R$ 500,00 por texto. Envolve conhecimento técnico e muitas vezes contratação de especialista.
  • Produção de conteúdo multimídia – sob consulta (por volume e qualidade de produção). Vídeos para YouTube, fotos, podcasts etc.

5. Seeding


R$ 3.000,00 mensais. Prática utilizada para divulgar produtos e serviços nas redes sociais em ambientes que estão receptivos ao consumo desta informação - cobrado por volume de produção.

6. Gestão de presença

R$ 8.000,00 mensais

Relacionamento nos canais sociais - Responder comentários, mensagens em microblogs e e-mails enviados por esses canais.

Análise e métricas dos canais - Analisar menções da marca, repercussão das ações e gerar relatórios para o cliente. É cotado, principalmente, com base no volume de presença da marca (pequeno, médio ou grande).

Conforme o documento acima, percebe-se que há uma visão superficial do trabalho em toda a web, assim, fragmentado.  Quando é falado “website, há uma estrutura básica sugerida pela APADi que complementaria uma Área Institucional, uma Área de contato,uma Área Core e uma Área Informativa.

Este documento recebeu apoio de 33 agências de São Paulo, no entanto , fica complicado admitir certas coisas, como o uso de “estrutura básica” para um website. Esperaria-se mais desse documento, já que trata-se do único apoio orçamental para os profissionais dessa área.

Outro equívoco encontrado é a que se refere ao valor especificado para o chamado “landing page”, pois, para os elaboradores do documento é visto como uma categoria diferente de website ou hotsite. Deste modo, eles consideram o termo como “uma página criada exclusivamente para que o usuário encontre informações sobre sobre uma ação determinada, com mais facilidade. É muito utilizada como resultado de uma busca (orgânica ou link patrocinado) e como página de destino originada em peças ou campanhas (banner, e-mail marketing, hotsite, etc)”.

A partir da leitura do documento percebe-se sim alguns equívocos, porém , para basear-se e, ao menos, saber que existem profissionais que buscam estipular valores e assim, os profissionais da área obterem algum embasamento, é benéfico. Obviamente, como todos os profissionais, incluindo de diferentes áreas, cada profissional negocia e elabora seu valor. Assim, esta tabela serve apenas de um apoio complementar, não trata-se de uma regra estabelecida.

Agora lhe pergunto: Na prática este valor chega perto do que o apontado pela APADi?



Recomendamos:
Comentários:
Compartilhe com seus amigos:


destaques da home page
Cadastre-se em nossa newsletter:

As melhores histórias em seu e-mail:




TOPO