CADASTRE-SE

O que é SOA (Arquitetura Orientada A Serviços)?

Mas o que venha ser este termo? O que é Arquitetura de serviços? Corresponde a uma metodologia para desenvolvimento de software, serviços e representa todos ativos de softwares da empresa incluindo serviços.

Romeu Sobrinho

Olá, Pessoal. Estou de volta com novos artigos, e desta vez vamos falar brevemente de SOA - Arquitetura Orientada A Serviços. Espero que gostem.


O que é SOA? (Arquitetura Orientada A Serviços)


Mas o que venha ser este termo? O que é Arquitetura de serviços? É muito simples arquitetura orientada, corresponde a uma metodologia para desenvolvimento de software, serviços, representa todos ativos de softwares da empresa. Também podemos descrever neste caso serviços. Como sendo um componente, uma parte de desenvolvimento de um software onde ao fazer a junção de todos os ”módulos”, teremos um software completo para aquela determinada função para que foi desenhado, produto final do escopo do projeto onde foi determinado a criação de um serviço.

Podendo passar por vários departamentos, abrangendo uniformemente o tratamento de regras de negócio para cada necessidade.

http://www.oficinadanet.com.br//imagens/coluna/2845//220px-soa-layers.svg.png


Uma diferença entre Web Services e SOA, pode-se resumir que o SOA é voltado para dentro da empresa, fornecendo informações ou recursos para toda organização, um pouco mais abrangente podemos falar dos Web Services, que são sites abertos para o mundo todo fazer cosumo do serviço disponível.

Uma grande vantagem do SOA é sem dúvida a reutilização do software, que conseqüentemente gera aumentos de produtividade, melhor alinhamento de negócio, trazendo melhorias para toda corporação e facilidade para a gerencia da tecnologia da informação, onde esta pode despender mais tempo em melhorias continuas e automatizar processos, tornando assim a qualidade a disponibilidade um fator de diferencial para a informação que trafega por toda a corporação.


Veja também:

Um conceito usado pelo SOA, é a centralização, pois onde existe várias pessoas tomando decisões sem se interagir, fatalmente haverá colisão de informações. O SOA trabalha de forma centralizada, sendo sempre um líder tomando partido e conhecimento da situação, levando soluções e propostas para o conselho, onde escolhe-se a melhor e mais propicia decisão para a organização.

Além da perspectiva estritamente técnica, a arquitetura orientada a serviços também se relaciona com determinadas políticas e conjuntos de "boas práticas" que pretendem criar um processo para facilitar a tarefa de encontrar, definir e gerenciar os serviços disponibilizados. A arquitetura orientada a serviços também se insere em um processo de reorganização dos departamentos de tecnologia da informação das organizações, permitindo um melhor relacionamento entre as áreas que dão suporte tecnológico à empresa e as áreas responsáveis pelo negócio propriamente dito, graças a maior agilidade na implementação de novos serviços e reutilização dos ativos existentes.


Requisitos


A fim de utilizar eficientemente uma SOA, deve-se atender aos seguintes requisitos: A interoperabilidade entre diferentes sistemas e linguagens de programação fornece a base para a integração entre aplicações em diferentes plataformas, através de um protocolo de comunicação. Um exemplo dessa comunicação depende do conceito de mensagens. Usando mensagens, através de canais de mensagens definidos, diminui a complexidade da aplicação final, permitindo que o desenvolvedor do aplicativo se concentre na funcionalidade do aplicativo de verdade, em vez das necessidades intrincadas de um protocolo de comunicação. O desejo é o de criar um conjunto de recursos a ser compartilhado, bem como estabelecer e manter o fluxo de dados para um sistema de banco de dados compartilhado. Isto permite que novas funcionalidades desenvolvidas para um formato de negócio de referência comum para cada elemento de dados.


Serviço


Um serviço, do ponto de vista da arquitetura SOA, é uma função de um sistema computacional que é disponibilizado para outro sistema. Um serviço deve funcionar de forma independente do estado de outros serviços, exceto nos casos de serviços compostos (composite services), e deve possuir uma interface bem definida. Normalmente, a comunicação entre o sistema cliente e aquele que disponibiliza o serviço é realizada através de web services.

Referências:
- Créditos à Marcelo A. Bombarda.
- Wikipédia



Recomendamos:
Comentários:
Compartilhe com seus amigos:


destaques da home page
Cadastre-se em nossa newsletter:

As melhores histórias em seu e-mail:




TOPO