CADASTRE-SE

0 Categoria: Artigos » Redes

Trabalhando em uma rede com diferentes Sistemas Operacionais

Por Jonathan Lamim
Data:

Se a sua emprea possui computadores com Windows, Linux e Mac OS X, não se preocupe, vamos ver como fazê-los falar uma mesma língua.

À medida que sua pequena empresa cresce e para dar conta dessa demanda novos colaboradores são necessários, é provável que seja preciso adquirir mais computadores e assegurar que a rede de dados consiga abrigar a todos, conectando-os uns aos outros e assegurando acesso à Internet para todos.

Mas, a essa altura do campeonato, é muito provável que, por conta das necessidades do negócio ou ao longo do tempo diferentes sistemas operacionais acabaram entrando na dança. Assim, encontrar PCs com versões de Windows e de Linux, e até mesmo alguns Macs rodando o OS X Leopard não seria surpresa alguma.

Felizmente, esses três sistemas operacionais conseguem se comunicar e coexistir em uma rede. Usando acessórios para rede e ferramentas inclusas em cada um deles, saiba que todos poderão convider harmonicamente neste ambiente heterogêneo.

Conectando a rede


Sua primeira dúvida ao montar uma rede de escritório pode ser: “com ou sem fio?”. A não ser que você tenha sérias restrições de segurança, a resposta deveria ser: “os dois”.

Redes wireless são mais convenientes, permitindo que usuários de notebooks trabalhem em qualquer lugar do escritório. Conexões com fio são a melhor escolha para PCs fixos e impressoras, pois são mais rápidas, mais seguras e mais fáceis de se configurar – e deixam o máximo da banda sem fio disponível.

Antes de sair por aí e comprar o primeiro roteador wireless de 120 reais que encontrar, avalie com precisão quais são as suas necessidades de rede, além da topografia de seu escritório. Primeiro, a fiação da rede cabeada já está no lugar? Se sim, ela chega a locais em que você quer conectar computadores e outros aparelhos à rede, como impressoras?

Cabos padrão Ethernet são bem baratos. Para criar um ambiente organizado e profissional, no entanto e livre de problemas de instalação, é conveniente contar com o serviço de um técnico. Mas mesmo se seu orçamento estiver apertado, faz sentido pelo menos desenhar um mapa mostrando onde seus aparelhos conectados e sem fio estarão.

Toda essa fiação tem que acabar em algum lugar – e geralmente o destino final pode ser um quartinho, onde os cabos se ligam a um roteador Ethernet. O roteador faz uma série de trabalhos importantes: fornece endereço de IP local aos computadores de sua rede (necessário para a comunicação entre as máquinas); coordenar conexões entre os endereços privados e servidores na Internet; e bloquear conexões indesejadas com um firewall. O roteador também pode incorporar um ponto de acesso sem fio.

Fonte: PC WORLD/EUA

Leia a seguir: Compartilhando o acesso à internet 3G

Tags: redes, linux, windows, mac os x


Recomendados para você
Ainda restam dúvidas? Pergunte aqui em nosso fórum



Comentários:

TOPO